O desenvolvimento de mapas de risco, bem como o monitoramento de variáveis ambientas podem auxiliar comunidades e organizações governamentais no caso de inundações

Al0wvtBPskNbdh6HSBSGleN0iMBxg6H4N1zUcMJKrqG8Uma vez que a ocorrência de inundações tende a aumentar em decorrência das mudanças climáticas, o desenvolvimento de medidas preventivas desempenha um papel fundamental para aumentar a resiliência de comunidades vulneravéis contra tais eventos. Tanto o desenvolvimento de mapas de risco, como o monitoramento de variáveis ambientais por meio de sensores hidrológicos, podem fornecer melhores informações para apoiar a tomada de decisão de comunidades vulneravéis e organizações governamentais no caso de enchentes.

O uso destas medidas preventidas foi discutido na reportagem especial da EP TV, veiculada no dia 25 de Novembro de 2015, após a enchente que causou graves danos na cidade de São Carlos, no interior de São Paulo.

Clique aqui para acessar a reportagem.

Algumas destas medidas são objetivo de estudos em diversos trabalhos do grupo de pesquisa AGORA, tais como o Observatório Cidadão, onde cidadãos podem prover informações sobre as condições dos rios utilizando seu smartphone, e o GeoDashboard, que apresenta de maneira simples informações importantes para apoiar a tomada de decisão tanto de cidadãos quanto de membros de organizações oficiais. A Figura ao lado apresenta o GeoDashboard exibindo fotos e dados coletados  em tempo real durante a enchente que atingiu a cidade de São Carlos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>